sexta-feira, 29 de abril de 2016

GNU PREVÊ DELEGAÇÃO RECORDE NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016


A 100 dias do começo dos Jogos Olímpicos, o  Grêmio Náutico União (GNU) está na expectativa de enviar uma delegação recorde para a inédita edição na América Latina. Em 110 anos de existência e com representantes nas Olimpíadas desde a edição de 1960, o Clube pode levar um número histórico de atletas, técnicos e profissionais em geral, como médicos e fisioterapeutas.
A expectativa é de levar entre sete a onze atletas. Em 2016, o Clube poderá ter, pela primeira vez, uma atleta na Ginástica Rítmica. Na Natação, quebrará também um tabu ao levar dois esportistas, possibilidade também existente na Esgrima.
Até o momento, três atletas olímpicos já estão confirmados: os remadores Willian Giaretton e Xavier Maggi e a nadadora Graciele Herrmann. Mais três atletas olímpicos devem ter sua participação oficializada nas próximas semanas, que são André Pereira (Natação), Guilherme Toldo (Esgrima) e Eliane Sampaio (Ginástica Rítmica). E pelo menos outros quatro estão na disputa pelas vagas.
Na Paralimpíada, o esgrimista Jovane Guissone está confirmado e outros seis atletas ainda postulam uma vaga na competição.

Os confirmados
Remo | Willian Giaretton e Xavier Maggi
Os remadores unionistas conquistaram a classificação ao vencer a disputa da Regata Qualificatória Continental, no final de março. Os atletas serão os representantes do Brasil no barco Double Skiff Leve. Veja como foi a classificação.
Natação | Graciele Herrmann
A nadadora do GNU é uma das representantes brasileiras nos 50m Livre. A atleta garantiu o índice e um dos dois melhores tempos nas seletivas disputadas em dezembro e abril deste ano. Saiba mais sobre a sua classificação.
Esgrima em cadeira de rodas | Jovane Guissone
Campeão paralímpico em Londres, o atleta conquistou a vaga da disputa na Espada B. Restando ainda duas competições para o fechamento do ranking de classificação, Jovane é o segundo colocado, logo atrás do campeão mundial – cuja vaga está automaticamente garantida pelo título -, não podendo, assim, mais ser superado por nenhum postulante. O esgrimista ainda busca uma vaga no Florete B.

Os quase confirmados
Esgrima | Guilherme Toldo
O atleta lidera o ranking nacional da modalidade e, mesmo após a realização do Torneio Nacional de Curitiba ( 6 a 8 de maio) – última competição que pontua para o ranking nacional -, não pode ser superado. Como o Brasil já está classificado no Florete por equipe e tem direito de levar esgrimistas por ser o país sede, o atleta representará o país tanto nas provas do Florete por equipe quanto individual. Veja como o atleta se credenciou para a disputa.
Natação | André Pereira
Com o quarto melhor tempo nos 200m Livre, o atleta integrará a equipe brasileira de Revezamento 4x200m. A vaga do Brasil nos Jogos Olímpicos será confirmada no final de maio, já que o país busca uma das quatro vagas de repescagem. O Brasil lidera com folga a disputa na repescagem. Confira como foi a classificação do atleta.
Ginástica Rítmica | Eliane Sampaio
A ginasta treina com a Seleção Brasileira desde dezembro, tendo sido cotada em muitos momentos como capitã. O País já está classificado para a prova na Seleção de Conjuntos e cinco ginastas representarão a equipe brasileira. A convocação oficial se dá nas próximas semanas, mas a unionista tem estado presente nas principais competições da Seleção de Conjuntos nos últimos cinco meses.

Os que ainda estão na disputa
Esgrima
A atleta Gabriela Cecchini lidera o ranking nacional de Florete Feminino e, se manter nesta posição após a última competição (Torneio Nacional de Curitiba, 6 a 8 de maio), pode ser convocada pela Confederação Brasileira de Esgrima para integrar uma das vagas a que o país sede tem direito.
João Souza  e Marco Xavier são postulantes a vaga de reserva na equipe de Florete Masculino do Brasil. Para tanto, os atletas necessitam ficar até o quarto lugar no ranking nacional após a competição de Curitiba para serem convocados pela CBE.
Esgrima em Cadeira de Rodas
Cinco unionistas estão na disputa pelas vagas restantes. Mônica Santos, Rudinéia Mânica, Vanderson Chaves, Fábio Damasceno e Mauricio Stempniak competirão no Regional das Américas ( 26 a 29 de maio) cujo título de campeão dá direito a participar da disputa. Em 2015, a atleta Mônica Santos venceu a disputa no Espada A.
Judô Paralímpico
Luiza Oliano poderá ser convocada como reserva na categoria até 48 kg.

FONTE IMPRENSA GNU


O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM Foram mais de 5.000.000 de VISUALIZAÇÕES no último ano


Francisswim Esportes Aquáticos é uma ferramenta única,   abrangente, multi-linguas, uma referência on-line para a comunidade aquática. Informação vistas nos últimos 12 meses no facebook (1.200.000), Google+ (3.700.000), blog (350.000). Clique no link e visite 



http://www.kickante.com.br/campanhas/blog-francisswim-esportes-aquaticos


































quarta-feira, 27 de abril de 2016

NATAÇÃO TEM MAIOR EQUIPE DE SUA HISTÓRIA NO DIA DE ADEUS A CIELO


O último dia de provas do Troféu Maria Lenk 2016 encerrou com 29 nadadores classificados para competir em 20 provas individuais e quatro revezamentos dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A noite desta quarta-feira, 20/04, foi repleta de imprevistos e emoções. Na prova mais aguardada do último dia, os 50m livre, Cesar Cielo Filho deu adeus aos Jogos Olímpicos Rio 2016 e Ítalo Duarte confirmou o ingresso no time que disputará as primeiras Olimpíadas da América do Sul.
Uma peça estourada no equipamento de iluminação escureceu o deck da piscina e atrasou o início da competição em 50 minutos. Era a última chance para os maiores velocistas brasileiros tentarem vaga na prova mais rápida das piscinas mundiais. Bruno Fratus, do Pinheiros, bateu com o quinto melhor tempo do mundo em 2016, 21s74, e Ítalo Duarte, do Minas Tênis, fez a sexta melhor marca do ranking da temporada, 21s82. Cesar Cielo, também do Minas, ficou em terceiro, com 21s91, baixou seu tempo da manhã, 21s99, mas não o suficiente para assegurar a segunda vaga da prova.
Cesar, de 29 anos, ganhou sua primeira medalha mundial em 2004, no Mundial em Piscina Curta de Indianápolis. Em 2007, no Mundial dos Esportes Aquáticos de Melbourne, ele foi quarto lugar nos 100m livre e sexto nos 50m do mesmo estilo já chamando a atenção do mundo para o jovem velocista brasileiro. Neste mesmo ano subiu ao pódio para ganhar o ouro nos Jogos Pan-Americanos e não parou mais. Conquistou vaga para os Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e lá abriu os trabalhos com um bronze nos 100m livre e fez história conquistando o primeiro ouro da história da natação brasileira, na prova de 50m livre. Cesar se manteve no topo em todas as principais competições do mundo até o Mundial em Piscina Curta de Doha, em 2014. Depois do Mundial nos Emirados Árabes, Cielo caiu de produção, teve altos e baixos, mas não conseguiu se manter na antiga forma.
— O mais importante é que o Brasil vai com os dois melhores. Foi como falei com o Thiago. Esse ciclo Thiago-Cielo estava chegando ao fim e pra mim acho que chegou no ano passado. O Thiago estará na equipe e com chance de brigar por mais uma medalha, mas serão esses caras que vão levar a natação daqui pra frente. É o Bruno, o Henrique Rodrigues, o Ítalo, toda essa galera que está aí. Não é completamente uma surpresa. Ano passado eu tive um ano muito ruim e não consegui levantar. Todo o mérito pro Bruno e para o Ítalo. Eu perdi para mim mesmo. Espero que seja uma grande campanha para a natação e para o esporte em geral. Agora é virar torcedor. Faz parte do esporte. Tem horas que dá certo e outras que não.
Ítalo, de 24 anos, se impôs desde a primeira seletiva, quando bateu na placa de chegada com o melhor tempo da sua vida em 22s08. No Maria Lenk, ele fez 22s16 nas eliminatórias, mas saiu confiante da prova afirmando que baixaria na final. Na decisão ele marcou 21s82.
- Como disse um pouco mais cedo, tem que acreditar. Se você tem um sonho você tem que ir atrás dele com tudo. É a realização de todo atleta poder disputar as Olimpíadas. Ha dois anos atrás ninguém acreditava que teria uma terceira pessoa brigando por essa prova. Acho que a ficha nem caiu ainda, estou meio desnorteado, mas muito feliz. Vi que estava junto do Cesar e na hora que bati, vi um segundo lugar, não tinha entendido, mas vi meu tempo e fiquei feliz. Só depois que consegui ver que tinha ficado um pouco na frente do Cesar e aí foi só comemorar. Eu comecei a nadar cinco dias depois do Cesar ter se tornado campeão Olímpico e, com certeza, ver ele nadando lá, ganhando o ouro na Olimpíada de 2008, me motivou a chegar aqui hoje. Cesar foi simplesmente um herói, peça muito importante pra gente. Todo mundo deve isso a ele. Foi bom ter três atletas nadando nessa final para 21 (segundos), que é um padrão muito forte, e significa que o Brasil, que sempre foi forte nessa prova, está dando uma continuidade boa. Se não fosse por ele (Cielo) e pelo Bruno hoje eu não estaria aqui. Tenho muito a agradecer a eles, meus técnicos, principalmente o Scott Volkers, que acreditou em mim desde que cheguei aqui, minha namorada e todo mundo que estava me empurrando – disse Italo Duarte 
Bruno Fratus falou da intensidade do último dia de provas na piscina olímpica , da confirmação da vaga e do que pensa para o time brasileiro.
— Essa semana foi um pouco difícil. Foi uma semana complicada, intensa, de altos e baixos pra equipe inteira o tempo todo. Eu estava tentando me concentrar na minha prova e não absorver nada dessa energia. Eu tive um 100m livre um pouco complicado. Acabei não conseguindo entrar no revezamento, que era um objetivo e os 50m eu não gostei muito do tempo, mas estou feliz por ter ganho a prova e ter confirmado. Estou me sentindo abençoado por estar participando desses Jogos Olímpicos aqui no Brasil e poder representar o meu povo, na frente dele. Tem tudo para ser o ponto máximo da minha carreira. É estranho o Cielo fora, parece que está incompleto, mas essa é a beleza do esporte. O Ítalo se esforçou, lutou e conseguiu. Tudo é fruto de dedicação e de muito trabalho. Eu sou fã do Cesar. Ele foi um dos caras que conversou comigo quando eu estava começando como nadador profissional e ele me motivou a ir pro Pinheiros, clube onde estou até hoje. Nosso time não é de uma prova só. Temos várias provas com possibilidades de final, de brigar por uma medalha, então é puxar cada um para brigar por isso — disse Bruno
Nos 100m borboleta, Marcos Macedo disse que deu tudo errado, mas deu tudo certo, no que concordou Henrique Martins, companheiro de Minas Tênis Clube e de estilo, e muito amigos. Macedo se referia ao fato dos tempos de ambos no Maria Lenk não terem sido bons, mas os da primeira seletiva, em dezembro, terem garantido ambos como representantes brasileiros na prova (Henrique, 52s14 e Macedo, 52s17). No Maria Lenk quem voou baixo foi Vinícius Lanza, outro do Minas, que nadou muito bem as eliminatórias e terminou a cinco centésimos da vaga, com 52s22. Mas na final, Lanza, vice-campeão mundial junior da prova, apesar da vitória, fez apenas 52s75, sua primeira vitória em Brasileiro Absoluto.
- Tinha muita coisa envolvida. Quem quer estar nas Olimpíadas, isto aqui foi um senhor teste, principalmente no psicológico. Não estava nervoso, mas houve um peso a mais pela tensão de ser a última seletiva e desta prova ser tão disputada com muitos nadadores com chances de obter a vaga. Não fiquei satisfeito com a minha prova hoje, mas eram quatro chances (eliminatórias e finais) de duas seletivas e soube aproveitar uma delas – disse Marcos Macedo, 25 anos. Já Henrique Martins, 24 anos, também não gostou de seu desempenho nesta quarta-feira. 
- Estou com a sensação de estar bravo, pois não nadei bem hoje. Mas a classificação é a concretização de um trabalho longo que deu certo. Desde que soubemos que os Jogos iam ser aqui, pensamos muito nisto, e acho que vai ser bem bacana esta competição – completou Henrique.
Pela primeira vez, o Brasil colocou dois nadadores na prova dos 1500m livre. A última vez que o Brasil foi representado na prova foi com Luiz Lima, em Sydney/2000, que terminou na 19ª colocação.
- É muito emoção. Estou cansado demais, o finalzinho foi sofrido. Estava acompanhando as parciais, vi que estava baixando um pouco, mas como tinha começado bem, pensava ‘acho que vai dar, vamos lá, acelerar’. Agora é só alegria. Antes de nadar estava percebendo que as pessoas estavam torcendo por mim, dando incentivo, mesmo não sendo do Minas, mas agora é representar todo mundo. Na olimpíada não tem distinção de clube, todo mundo é Brasil – Miguel Valente
Brandonn Almeida, de 19 anos, com o índice dos 1500m livre garantiu presença em duas provas nos Jogos Olímpicos. O nadador já tinha vaga confirmada nos 400m medley.
- Comecei um pouco preso na prova, mas fui encaixando, como sempre faço. Hoje tentei passar um pouco mais forte. Mas fico bem feliz por ter feito dois índices para as Olimpíadas. Agora vamos ter que melhorar esses tempos. Sempre procuro fazer minha prova, mantenho meu foco e tento nadar o melhor possível  – Brandonn Almeida.
Resultados da 6ª e última  etapa – 20/04/2016
50m Livre Masc – 1) Bruno Fratus – Pinheiros – 21s74 / 2) Italo Duarte – Minas Tênis – 21s82 / 3) Cesar Cielo – Minas Tênis – 21s91

50m Livre Fem – 1) Etiene Medeiros – Sesi/SP – 24s64 / 2) Lorrane Ferreira – Minas Tênis – 24s95 / 3) Graciele Herrmann – Grêmio Náutico União – 25s09

100m Borboleta Masc – 1) Vinicius Lanza – Minas Tênis – 52s75 / 2) Santiago Grassi – Argentina – 52s77 e 2) Thiago Pereira – Minas Tênis – 52s77 – empatados

200m Costas Fem – 1) Natalia de Luccas – Corinthians 0 2m13s91 / 2) Yifan Yang – China – 2m14s14 / 3) Florência Perotti – Pinheiros – 2m16s18

1500m Livre Masc – 1) Miguel Valente – Minas Tênis – 15m14s40 / 2) Brandonn Almeida – Corinthians – 15m14s58 / 3) Martin Carrizo – Argentina – 15m18s25

800m Livre Fem – 1)  Viviane Jungblut – Grêmio Náutico União – 8m40s71 / 2) Samantha Arevalo – Fluminense – 8m42s04 / 3) Ana Marcela Cunha – Unisanta – 8m46s31

Pontuação de clubes: O Esporte Clube Pinheiros conquistou seu 15º Campeonato Brasileiro Absoluto / Troféu Maria Lenk de Natação, com 1436 pontos. É o clube com mais títulos do Troféu, dois à frente do Flamengo. Logo a seguir na classificação deste ano aparecem Corinthians, 607 pts; Minas Tênis, 549,5; Unisanta, 419; Sesi, 415; Grêmio Náutico União/RS, 220,5. O Flamengo, com 192 pontos, finaliza os clubes que atingiram mais de 100m pontos. Abaixo, as premiações individuais.
Melhor índice técnico brasileiro feminino = Etiene Medeiros – Sesi – 909 – 100m costas
Melhor índice técnico internacional feminino = Katarina Listopadova – Eslováquia – 100m costas

Melhor índice técnico brasileiro masculino = João Gomes Junior – Pinheiros – 100m peito

Melhor índice técnico internacional masculino = Santo Condorelli – Canadá – 100m livre

Atleta mais eficiente nacional feminino = Larissa Oliveira – 170 pontos

Atleta mais eficiente nacional masculino = Guilherme Guido – 75 pontos

ATLETAS DEFINIDOS PARA OS JOGOS RIO 2016
1 – 50m livre M (22s27) – Bruno Fratus – 21s50 (Open) / Ítalo Duarte – 21s82 (Maria Lenk)
2 – 50m livre F (25s28) - Etiene Medeiros – 24s64 (Maria Lenk) / Graciele Herrmann – 24s92 (Open)
3 - 100m livre M (48s99) = Marcelo Chierighini – 48s20 (Maria Lenk)  / Nicolas Nilo Oliveira – 48s30 (Maria Lenk) 
4 - 100m livre F (54s43) = Larissa Oliveira – 54s03 (Maria Lenk) / Etiene Medeiros – 54s26 (Daltely)
5 - 200m livre M (1m47s97) = Nicolas Nilo Oliveira – 1m46s97 (Maria Lenk)  / João de Lucca – 1m47s65 (Maria Lenk) 
6 - 200m livre F (1m58s96) = Larissa Oliveira – 1m57s37 (Maria Lenk)  / Manuella Lyrio – 1m58s43 (Open) 
7 - 400m livre M (3m50s44) = Luiz Altamir Melo – 3m50s32 (Open) 
8 – 1500m livre M (15m14s77) = Miguel Valente – 15m40s40 (Maria Lenk) / Brandonn Almeida – 15m14s58 (Maria Lenk)
9 – 100m borboleta M (52s36) = Henrique Martins – 52s14 (Open) / Marcos Macedo – 52s17 (Daltely)
10 - 100m borboleta F (58s74) = Daiene Dias – 58s04 (Maria Lenk)  / Daynara de Paula – 58s38 (Maria Lenk) 
11 - 200m borboleta M (1m56s97) – Leonardo de Deus – 1m55s54 (Maria Lenk) / Kaio Márcio – 1m56s21 (Maria Lenk)
12 - 100m peito M (1m00s57) = João Gomes Junior – 59s06  (Maria Lenk) / Felipe França – 59s36 (Maria Lenk) 
13 - 200m peito M (2m11s66) = Tales Cerdeira – 2m10s99 (Maria Lenk)  / Thiago Simon – 2m11s29 (Open) 
14 - 100m costas M (54s36) = Guilherme Guido – 53s09 (Open)
15 - 100m costas F (1m00s25) – Etiene Medeiros – 1m00s00 (Maria Lenk)
16 - 200m costas M (1m58s22) = Leonardo de Deus – 1m57s43 (Daltely)
17 – 200m medley M (2m00s28) = Henrique Rodrigues – 1m57s91 (Maria Lenk) / Thiago Pereira – 1m57s91 (Maria Lenk)
18 - 200m medley F (2m14s26) = Joanna Maranhão – 2m14s04 (Open) 
19 - 400m medley M (4m16s71) = Brandonn Almeida – 4m14s07 (Open) 
20 - 400m medley F (4m43s46) = Joanna Maranhão – 4m38s66 (Maria Lenk) 
Revezamentos confirmados
4x100m livre M = Marcelo Chierighini – 48s20 (Maria Lenk)  / Nicolas Nilo Oliveira – 48s30 (Maria Lenk)  / João de Lucca – 48s59 (Maria Lenk)  / Matheus Santana – 48s71 (Daltely) 
4x100m livre F = Larissa Oliveira – 54s03 (Maria Lenk) / Etiene Medeiros – 54s26 (Daltely) / Daynara de Paula – 55s02 (Maria Lenk) / Manuella Lyrio – 55s20 (Open)
4x200m livre F = Larissa Oliveira - 1m57s37 (Maria Lenk)  / Manuella Lyrio - 1m58s43 (Open)  / Jessica Cavalheiro - 1m59s05 (Maria Lenk)  / Gabrielle Roncatto - 1m59s22 (Maria Lenk) 
* 4x100m medley M = Costas: Guilherme Guido – 53s09 - (Open) / Peito: João Gomes Junior - 59s06 (Maria Lenk) / Borboleta: Henrique Martins – 52s14 (Open) / Livre: Marcelo Chierighini – 48s20 (Maria Lenk). * Como o Brasil tem, pelo menos, dois atletas com índice em cada estilo, com exceção do Costas, a formação do quarteto se dará na competição, conforme os desempenhos nas provas individuais. 
Eliana Alves / Souza Santos / Mariana de Sá

Fotos Satiro Sodré


O QUE ACONTECE DE NOTÍCIA NO MUNDO DOS ESPORTES AQUÁTICOS VOCÊ LÊ PRIMEIRO AQUI - BLOG FRANCISSWIM Foram mais de 5.000.000 de VISUALIZAÇÕES no último ano


Francisswim Esportes Aquáticos é uma ferramenta única,   abrangente, multi-linguas, uma referência on-line para a comunidade aquática. Informação vistas nos últimos 12 meses no facebook (1.200.000), Google+ (3.700.000), blog (350.000). Clique no link e visite 



http://www.kickante.com.br/campanhas/blog-francisswim-esportes-aquaticos